Efeitos Colaterais da Radioterapia

Embora seja um tratamento eficaz para muitos tipos de câncer, a Radioterapia, assim como outros tratamentos, pode causar efeitos colaterais. Estes variam de pessoa para pessoa, conforme o tipo e localização do câncer, a dose de tratamento e saúde da pessoa. Os efeitos colaterais associados com a terapia de radiação podem ocorrer devido as altas doses de radiação usada para matar células cancerosas, doses que também podem danificar células saudáveis ao redor da área cancerosa. No entanto, importantes melhorias na tecnologia de radiação tornaram os tratamentos mais precisos, resultando em menos efeitos colaterais. Para algumas pessoas, a radioterapia provoca poucos

Tipos de Radioterapia

Radioterapia Externa Este é o tipo mais comum de tratamento por Radioterapia, onde a radiação é dada externa ao corpo do pacientes, a partir de um aparelho especial. Este tipo de tratamento pode ser usado para tratar grandes áreas do corpo. O equipamento utilizado para criar o feixe de radiação é chamado de acelerador linear. Computadores com softwares especiais são usados para ajustar o tamanho e a forma do feixe, e apontá-lo na direção correta do tumor e as células cancerosas, poupando o tecido circundante saudável. Há diferentes formas de aplicar este tratamento, confira: Radioterapia Tridimensional Conformada (3D-CRT): Esse tratamento usa computadores especiais para criar imagens detalhadas em três dimensões do câncer. Isso permite que a equipe de tratamento possa apontar o feixe de radiação mais precisamente, o que significa que pode se usar altas doses de radiação, e ao mesmo tempo reduzir os danos ao tecido

Alimentação: O que fazer quando ocorre dor na boca ou na garganta e dificuldades para engolir

A radioterapia e os medicamentos podem causar dores na boca, gengivas ou na garganta, devido ao surgimento de aftas. Alguns cuidados especiais poderão facilitar o ato de comer: Evite alimentos ácidos, picantes, muito condimentados ou salgados; Não coma alimentos duros, de difícil mastigação ou muito quentes; Prefira alimentos fáceis de mastigar e engolir (purê, suflê, mingau, pudim, gelatina etc); Em casos graves, prefira alimentos líquidos, liquidificados, frios ou gelados ou em temperatura ambiente (nem frio e nem quente); Faça bochechos com solução de bicarbonato de sódio a 3 % (1 colher de chá para 1 copo de água), após a

Tipos de tratamento do câncer

O tipo de tratamento que será recomendado pelo seu médico de câncer dependederá do tipo de câncer, o tamanho e a localização do tumor, se o câncer se espalhou, e sua saúde geral. Os tratamentos de câncer mais comuns incluem a cirurgia, radioterapia e quimioterapia. Estes tratamentos podem ser usados isoladamente ou em combinação com outras terapias. Outras opções de tratamento do câncer incluem a terapia-alvo, imunoterapia, hormonioterapia e transplante de medula óssea/células estaminais. Além disso, os pacientes são encorajados a passarem por ensaios clínicos assim que tomam as decisões do plano de tratamento. Um ensaio clínico é um estudo

Entendendo a Radioterapia

O que é Radiação? A radiação é energia que viaja através do espaço sob a forma de partículas subatômicas ou ondas eletromagnéticas. Os vários tipos de radiação têm frequências diferentes (a velocidade de repetição) em que elas oscilam (balançar para trás e para frente em um ritmo constante). A radiação com uma frequência baixa (e, portanto, de baixa energia) é descrita como não-ionizante e pode vir de fontes como rádios AM/FM, televisões, fornos de microondas e lâmpadas de calor. Enquanto isso, radiações ionizantes, como raios ultravioletas (UV) do sol e raios-x, oscila em uma freqüência alta o suficiente para quebrar