O oncologista Dr. Guilherme Luiz Stelko Pereira explica sobre os sintomas do câncer de mama e a importância dos exames de rastreamento.

Transcrição do vídeo:

Quais os sintomas específicos relacionados ao câncer?

Os sintomas relacionados que podem identificar a presença do câncer são separados entre: sítio específico, ou seja, o local onde há ocorrência do desenvolvimento do câncer e é sintomas constitucional.
Então, sítio específico são relacionados no local onde está o desenvolvimento do câncer, por exemplo, sintomas como: inflamação na mama, com dor, com vermelhidão, podem estar relacionados a um tipo de câncer de mama que há infiltração da pele, sintomas como: alteração do hábito intestinal persistente, como dificuldade de evacuar, sangue nas fezes, empachamento ou distensão abdominal
após alimentação de forma frequente, são sintomas que podem estar relacionada respectivamente, a tumores de cólon ou tumores do estômago.

Quais os sintomas gerais relacionado ao câncer?

E há aqueles sintomas gerais, geralmente são relacionados, como a perda de peso, como falta de apetite,
como mal estado geral, esses sintomas, eles podem estar presente em diversas outras situações que não são relacionadas ao câncer, mas alguns pacientes podem eventualmente ser diagnosticados através desses sintomas.

A dor é um sintoma de câncer?

A dor é um sintoma comum mas muitos tipos de tumores não ocasionam dor, exceto em um situação que eles já estão mais desenvolvidos, então, a ausência de dor não quer dizer que outro sintoma que está presente não deve ser melhor investigado.

Quais são os exames de ratreamento do câncer?

E por final, o grande avanço é quando conseguimos detectar a presença do tumor na ausência dos sintomas e para isso, são muito importantes os exames de rastreamento, os principais exames de rastreamento são, na mulher: a mamografia e o ultrassom de mama; algumas vezes pode ser utilizado a ressonância dependendo do fator de risco principalmente hereditário, familiar envolvido, a colonoscopia para todas as pessoas acima dos 50 anos ou antes disso se história familiar, tumores de estômago também, pessoas que têm histórico de tumores de estômago através da endoscopia, e o PSA no rastreamento do câncer de próstata. É importante lembrar que dependendo da história familiar a outros exames de rastreamento que devem ser feitos e indicados, por isso é muito importante fazer uma avaliação com o médico.