Quando Procurar um Oncologista?

O oncologista Dr Guilherme Luiz Stelko Perereira, explica em quais situações devem ser procurado um oncologista. Qual tipo de paciente deve procurar um oncologista? Habitualmente, os pacientes que procuram um cuidado ou um oncologista clínico, são pacientes indicados por outros colegas, por outros médicos, muitas vezes, já com o diagnóstico, com o resultado de uma biópsia identificando a necessidade de fazer o planejamento terapêutico, ou seja, a escolha do melhor tratamento naquela situação. Como o oncologista pode te ajudar? Mais recentemente, o oncologista clínico tem podido participar mais ativamente e recebido pessoas que estão preocupadas em relação a presença ou

Por que Procurar um Mastologista?

O mastologista Dr. Márcio José S. Almeida explica em quais ocorrências devem ser procurado um mastologista. Transcrição do vídeo: Quando procurar um mastologista? Toda mulher, anualmente, deve fazer sua visita ao seu ginecologista e sempre que o ginecologista ou a paciente tiver dúvidas sobre alguma situação na mama, o mastologista deve ser procurado por quê? Afim de sanar todas as dúvidas e esclarecer os casos. Pode procurar um mastologista diretamente? A paciente se tiver um desejo de procurar diretamente um mastologista, não existe nenhum problema quanto a isso, se ela tiver um histórico familiar positivo para câncer de mama, ou

O que é Mastologia?

O que é mastologia? O Dr. Márcio José S. Almeida explica sobre o conceito de mastologia e quando procurar um mastologista. Transcrição do vídeo: O que é mastologia? A mastologia é a especialidade da medicina, a qual é dedicada aos cuidados da doença da mama e aos cuidados gerais, tanto da mulher quanto para o homem. Quando procurar um mastologista? Todo mastologista deve ser visto quando a mulher notar alguma alteração fora do normal na sua mama, ou seja, o conhecimento do seu próprio corpo é essencial. Se ela notar um nódulo, a saída de alguma secreção pelo mamilo, a

Vacina para gripe em pacientes com câncer

O oncologista Dr. Manuel Caitano Maia esclarece algumas dúvidas sobre a vacinação contra a gripe em pacientes com câncer. Transcrição do vídeo: A vacina para gripe é segura para pacientes com câncer? Então, é uma vacina totalmente segura, dá para pacientes que tem câncer, mesmo para aqueles que estão em tratamento, seja com quimio, radioterapia, imunoterapia ou uso de biológicos, isso porque é uma vacina feita de vírus inativados, então nesse caso não há risco de desenvolvimento de gripe nos pacientes que são vacinados. Então, como os pacientes que têm câncer são pacientes do grupo de risco para ter gripe,

É sempre necessário fazer quimioterapia?

O mastologista Dr. Márcio José S. Almeida explica sobre a necessidade de se fazer quimioterapia. Transcrição do vídeo: Quimioterapia é necessária? Não, não é necessário quimioterapia para todas as pacientes. Hoje nós individualizamos o tratamento do câncer de mama para cada paciente. Levamos em conta uma gama de fatores,uma gama de dados muito grande,para que nós possamos decidir qual é o melhor tratamento, qual é o melhor caminho, para que esse paciente chegue à possibilidade de até ter a cura de sua doença.

Câncer de Mama é Hereditário?

Transcrição do vídeo: Câncer de Mama é hereditário? O câncer de mama, ele é uma doença, que na sua maioria, cerca de 80% dos cânceres de mama, não ocorrem de uma forma hereditária, ou seja, não está ligado a uma transmissão de gênesis, que passam de geração para geração, seja pelo pai ou pela mãe e que esse ente vai desenvolver a doença, não. Como os cânceres de mama se desenvolve? A maioria dos cânceres de mama, ocorrem na população de uma forma esporádica, ou seja, aquele indivíduo ficou doente pelas condições que o ambiente proporcionou e que ele terminou

Homens Podem Ter Câncer de Mama?

O mastologista Dr. Márcio José S. Almeida explica sobre a incidência do câncer de mama nos homens. Transcrição do vídeo: Homens podem ter câncer de mama? Nós homens podemos sim ter câncer de mama, óbvio, que numa incidência muito menor do que as mulheres, mas nós homens temos glândula mamárias, pequena, rudimentar, mas temos. Como proceder diante de alterações  na glândula mamária? Por isso, que qualquer alteração que for notada na glândula mamária, nós temos que procurar um mastologista, a fins de chegar à um diagnóstico de que alteração é esta. O câncer de mama é mais agressivo no homem

Quais são os Sintomas do Câncer ?

O oncologista Dr. Guilherme Luiz Stelko Pereira explica sobre os sintomas do câncer de mama e a importância dos exames de rastreamento. Transcrição do vídeo: Quais os sintomas específicos relacionados ao câncer? Os sintomas relacionados que podem identificar a presença do câncer são separados entre: sítio específico, ou seja, o local onde há ocorrência do desenvolvimento do câncer e é sintomas constitucional. Então, sítio específico são relacionados no local onde está o desenvolvimento do câncer, por exemplo, sintomas como: inflamação na mama, com dor, com vermelhidão, podem estar relacionados a um tipo de câncer de mama que há infiltração da

Como Prevenir o Câncer de Mama?

O mastologista Dr Leônidas Noronha Silva explica como prevenir o câncer de mama. Transcrição do vídeo: Como prevenir o câncer de mama? A prevenção do câncer de mama, existe uma certa confusão na população sobre o que é a prevenção do câncer de mama. A gente costuma classificar a prevenção, em uma prevenção que chama-se primária, que seria então, as condições que a mulher deve ter, os hábitos que essa mulher deve ter para evitar na doença e a outra situação é prevenção para o diagnóstico precoce, que a gente chama de prevenção secundária, que seriam quais são os métodos

Câncer de Mama Pode Voltar?

O mastologista Dr. Márcio José S. Almeida fala sobre os tratamentos contra o câncer e se é possível ou não o câncer de mama voltar. Transcrição do vídeo: Câncer de mama pode voltar? Hoje, com os métodos diagnósticos mais avançados, com toda a possibilidade, com toda a gama de tratamentos disponibilizados, tratamento quimioterápico, tratamento radioterápico, técnicas operatórias mais sofisticadas, tratamentos com medicamentos mais sofisticados, mais eficazes e com menos efeitos colaterais. Nós temos hoje uma probabilidade e uma possibilidade de cura em índices muito elevados, porém, a doença é possível sim que ela volte, mas mantendo o tratamento adequado, tendo